Rede Bahia | G1

Terminal será o segundo da região sudoeste, a 7km de Vitória da Conquista. Governo federal anunciou R$ 20 milhões para a primeira fase de obras.

O novo aeroporto da cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, temgarantidos R$ 20 milhões para primeira fase de obras do projeto, verba anunciada pela Secretaria de Aviação Civil (SAC), através do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (Profaa) de 2012. O governo da Bahia deve entrar com 20% dos recursos para a realização das obras.

A área escolhida para a construção do novo aeroporto fica no povoado de Pé de Galinha, a 7 km do centro da cidade. No local, vivem moradores rurais, que têm passado pelo processo de desapropriação das residências. De acordo com o Departamento de InfraEstrutura de Transportes da Bahia (Derba), responsável pela gestão, a maioria das casas já foi comprada pelo estado e outras têm sido negociadas com os moradores.

Para o empresário e presidente do movimento “Conquista pode voar mais alto”, José Maria, a desapropriação da área já não é empecilho para a efetivação do projeto. O movimento foi fundado em 2008, organizado pelda sociedade civil. Segundo ele, alguns moradores da área já foram contemplados com dinheiro e outros ainda estão na fase de negociação do valor para deixar o terreno.

“Isso não impede o início das obras. O que precisamos agora é o edital para construção do aeroporto porque já temos licença ambiental, área desapropriada, projeto executivo pronto. A gente aguarda o edital para a obra pública e acredito que, dentro de poucos dias, a gente já deve estar com o início das obras em Vitória da Conquista”, relata o especialista.

O Derba afirma que o projeto executivo está concluído e que o edital público deve ser lançado ainda no primeiro semestre deste ano, porém não há especificação do mês. O órgão acrescenta que o início das obras depende, além do andamento do processo licitatório, da assinatura do convênio Profaa 2012 com o governo federal.

A região sudoeste passou de 40 mil habitantes, na década de 1960, quando o aeroporto local foi construído, para os dois milhões de moradores atuais, como estima José Maria. O empresário comenta que o aeroporto atual não comporta a demanda da região.

“Nós estamos perdendo voo, perdendo condições de poder desenvolver mais. Os R$ 20 milhões para começar a obra é importante e é uma reivindicação antiga da sociedade e da movimentação social”, diz. No Brasil, o Programa Federal de Auxílio a Aeroportos 2012 prevê investimento de R$ 56,4 milhões para nove aeroportos em oito estados.