Tribuna da Bahia

Um acidente envolvendo o carro do cantor Pablo do Arrocha e um veículo que levava um reboque deixou um rapaz de 19 anos morto. A colisão aconteceu na BR-110, próximo ao município de Olindina, que fica a 200 km de Salvador, na noite de quarta-feira, por volta das 20 horas.

O artista estava no banco do carona de seu veículo, uma Toyota-Hilux, que tinha Fernando Carvalho Silva, de 37 anos, ao volante. Eles estavam a caminho do município de Nova Soure, no interior do estado, onde Pablo faria uma apresentação, quando o veículo bateu na traseira de um Ford-Verona que estava com um reboque.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Verona estava em baixa velocidade, porém, com sinalização precária, transportando oito passageiros, além do reboque, onde a vítima fatal estava. Com o impacto da batida, três dos ocupantes ficaram feridos e um quarto integrante, Génison Góes da Silva, 19, sofreu ferimentos graves e morreu a caminho do hospital. Os carros estão no pátio da Polícia Civil de Olindina, onde passarão por perícia.

Apesar do susto e do forte impacto, Pablo e o motorista da Hilux saíram ilesos do acidente. “Graças ao air bag, eles não tiveram nenhum arranhão”, contou o empresário do cantor, Josué Assis.

Em nota, o empresário contou que o Verona estava sem nenhuma sinalização e que o motorista ficou no local do acidente até a chegada da Policia Rodoviária Federal, quando foi realizado boletim de ocorrência, e aguardou as vítimas serem levadas para hospitais da cidade de Olindina e região. Após as providências terem sido tomadas, o motorista voltou para Salvador. Pablo lamentou o ocorrido e se colocou à disposição para qualquer esclarecimento.

O cantor seguiu viagem no ônibus da banda para cumprir a agenda de shows em Nova Soure e Euclides da Cunha. Hoje, Pablo faz show em Lagarto, em Sergipe. “Fiquei abalado com essa tragédia e me solidarizo às vítimas e seus familiares, especialmente a família do jovem que infelizmente faleceu. Quero deixar claro que segui viagem para cumprir meu trabalho e só fiquei sabendo que houve vítima fatal na manhã de hoje (ontem). Agradeço a Deus por não ter tido nenhum arranhão e peço a Ele que conforte o coração dessas famílias nesse momento de dor”, disse Pablo.

De acordo com a polícia, o motorista do carro de Pablo se apresentou espontaneamente à delegacia. Em seu depoimento, ele disse que teve dificuldade para visualizar o outro carro envolvido no acidente. O condutor deve responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.