EXTRA | Bahia Notícias

Empresa estaria enfrentando séria crise financeira. Assessoria de comunicação da cantora mantém silêncio.

Ivete Sangalo surpreende ao demitir o próprio irmão, Jesus Sangalo, da presidência de sua empresa

A Caco de Telha, empresa que pertence a Ivete Sangalo, passa por uma grave crise financeira. Depois de acumular prejuízos na produção dos shows da cantora Beyoncé e do grupo Black Eyed Peas, a empresa da baiana passou a cortar despesas e demitir funcionários. A última atitude de Ivete, no entanto, surpreendeu a todos. Ela afastou o irmão Jesus Sangalo dos negócios. Ele era o empresário de Ivete e comandava todos seus empreendimentos.

Faltando dois meses para o carnaval, Ivete determinou que sua empresa passe por uma auditoria. Há a suspeita de alguns investimentos mal feitos. O que Ivete já percebeu é que, para evitar novos prejuízos, o único produto rentável de sua empresa será ela mesma. Procurada, a assessoria de imprensa da Caco de Telha disse que ainda não há nenhum comunicado oficial sobre o assunto e também não quis confirmar a saída de Jesus Sangalo da empresa.

Ivete contrata auditoria nas contas da “Caco”

Diante das dificuldades enfrentadas pela Caco de Telha, Ivete Sangalo, orientada por amigos, resolveu realizar uma auditoria na empresa. O escritório de advocacia contratado foi o do jurista Fred Didier e a Perfil consultoria em Gestão, que tem à frente o consultor Aderbal Gomes.

Comenta-se que volta e meia Ivete frequenta a casa de Gomes, que é seu vizinho em Praia do Forte. Como publicado em primeira mão por este site, o presidente e o vice da Caco de Telha foram afastados, Jesus Sangalo (férias) e Ricardo Martins. Vale ressaltar que com a contratação de Didier, sua prima Jaqueline Sangalo, responsável pela área jurídica, também foi afastada, além de Helena, gerente de produção e eventos, e Ana Luiza, produtora. As duas ligadas a João Clemente.