A Tarde | Juscelino Souza

A polícia de Aracatu, a 618 km de Salvador, acredita que os oito homens que assaltaram o caixa eletrônico do Banco do Brasil, na madrugada desta quinta-feira, 30, estejam escondidos em propriedades abandonadas na zona rural do município aguardando uma chance para tentar furar o cerco.

A ação dos bandidos, por volta de 1h30, surpreendeu um grupo de guardas municipais. Rendidos, sob a mira de pistolas e armas de grosso calibre, os guardas foram feitos reféns e encarcerados na delegacia de polícia. O comando da Polícia Civil não informou se, no momento do roubo, havia agentes de plantão na unidade, nem informou quantos guardas foram feitos reféns. Os nomes também foram preservados.

Para evitar a fuga da quadrilha, os policiais receberam reforço de militares e civis de Brumado e Vitória da Conquista, além de equipes das cidades do entorno. A quantia roubada não foi informada pelo banco. Os reféns informaram que não sofreram agressões físicas.